Tamanho do texto

Segundo especialista, exercícios para fortalecimento da região lombar e pausas na direção são saídas para motorista evitar problemas na coluna

Postura ao dirigir, altura e posição do banco são fatores que influenciam muito no surgimento de dores na coluna
Pixabay
Postura ao dirigir, altura e posição do banco são fatores que influenciam muito no surgimento de dores na coluna

Mais de 20% dos paulistanos gastam ao menos  duas horas no trânsito todos os dias . E os congestionamentos e as longas distâncias entre a casa e o trabalho contribuem para fazer o motorista repetir os mesmos movimentos por tempo indeterminado, sempre em uma única posição, o que pode gerar dor nas costas.

Problemas lombares são muito comuns . Tem vários fatores que interferem, como pré-disposição genética, sedentarismo, má postura, idade ou esforço repetitivo. Entre as profissionais, alguns correm até mais risco de ter  dor nas costas , como os motoristas de táxi, ônibus e caminhão”, explica o Dr. Alexandre Fogazza, especialista em coluna do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas.

Além da repetição dos movimentos e da postura errada adotada por muitos motoristas, a dor lombar pode ser causada pela vibração que a coluna sofre durante a direção. “Em grande parte das pessoas, os sintomas começam como uma dor muscular, mas, com o tempo, isso pode causar um desgaste ósseo, tornando mais difícil o tratamento”, ressalta o especialista.

Praticar pilates, musculação, hidroginástica ou natação pode ajudar a evitar dores nas costas causadas pelo dia a dia
Pixabay
Praticar pilates, musculação, hidroginástica ou natação pode ajudar a evitar dores nas costas causadas pelo dia a dia


Como melhorar a postura

Não há segredo quando o assunto é cuidar da saúde da coluna: é preciso se exercitar. De acordo com Fogazza, trabalhar a musculatura abdominal e paravertebral, que dá sustentação ao corpo, ajuda a evitar dores na região lombar. O especialista indica a prática de hidroginástica, natação, musculação ou pilates aos motoristas.

Além disso, há uma forma certa para se sentar no banco do motorista . “O joelho e o quadril devem estar dobrados em 90 graus, as costas devem estar apoiadas e a distância da direção para as mãos deve ser adequada para a pessoa não ficar nem debruçada para frente ou esticada para trás”, afirma o médico.

Se for necessário dirigir por muito tempo, o especialista indica ao motorista estacionar o veículo de duas em duas horas para realizar um alongamento e dar uma breve caminhada. Com alguns cuidados, é possível evitar a dor nas costas.