Tamanho do texto

Diretor do centro de controle de mosquitos de Miami disse que apenas um inseto foi encontrado por dia nas armadilhas, ante 24 há duas semanas

Equipe de combate ao mosquito transmissor do zika vírus aumentou de 12 pessoas para 100 após casos de transmissão
Fábio Mota/Agência Estado
Equipe de combate ao mosquito transmissor do zika vírus aumentou de 12 pessoas para 100 após casos de transmissão

O diretor do centro de controle de mosquitos de Miami, Chalmers Vasquez, anunciou nesta quarta-feira (10) que o número de mosquitos tem diminuído na região da cidade onde 21 pessoas foram infectadas pelo zika vírus.

Em entrevistas ao site Miami Herald, o diretor disse que apenas um inseto foi encontrado por dia nas armadilhas espalhadas pelo bairro de Wynwood. Há duas semana, quando os primeiros casos de transmissão local de zika  foram confirmados, o número chegava a 24.

A equipe de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus, aumentou de 12 pessoas para 100. Segundo a vice-prefeita, Alina Hudak, cerca de US$ 300 mil estão sendo gastos para acabar com os criadouros de mosquitos.

Hillary Clinton quer mais investimentos

Candidata democrata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton vai pedir aos membros do Congresso que aprovem um financiamento emergencial para o combate ao zika . Segundo assessores, a ex-secretária de Estado exigirá que líderes republicanos do Congresso aprovem financiamento para testes, tratamentos e pesquisas sobre a doença.

Em julho, os congressistas deixaram Washington para um recesso de sete semanas sem aprovar nada do pedido de US$ 1,9 bilhão do presidente Barack Obama, feito em fevereiro, para o desenvolvimento de uma vacina e para controlar os mosquitos que transportam os vírus.

Obama e os democratas acusam os republicanos de politizar o tema, ao acrescentar no projeto uma medida de US$ 1,1 bilhão que teria impedido clínicas de aconselhamento familiar de Porto Rico de receber dinheiro. Já os republicanos dizem que o governo não gasta o dinheiro que já tem e busca politizar o tema zika em ano eleitoral.

Bahamas registra caso de zika

O Ministério da Saúde das Bahamas confirmou nesta quarta-feira que uma pessoa contraiu o zika vírus fora do País. Segundo o ministro, Perry Gomez, o paciente é um homem que viajou recentemente à Jamaica. Não há casos de transmissão em território nacional.

LEIA MAIS: Zika vírus pode causar deformidades em articulações de bebês, diz pesquisa

Para que o vírus não se espalhe pelo País, que recebe milhares de turistas todos os dias, foram tomadas diversas medidas, além da criação do Programa de Segurança e Saúde do Turismo, lançado em seis grandes hotéis. O objetivo é monitorar os hóspedes e fornecer informações sobre a zika.

*Com informações do Estadão Conteúdo

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.