Tamanho do texto

De acordo com o Departamento de Saúde Pública do Estado, mães foram infectadas durante a gravidez em países que sofrem com a epidemia

Até o momento, 13 bebês nasceram com problemas ligados ao zika, além de 6 que sofreram abortos ou eram natimortos
Diego Herculano/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo
Até o momento, 13 bebês nasceram com problemas ligados ao zika, além de 6 que sofreram abortos ou eram natimortos

Duas crianças nasceram com microcefalia na Califórnia, Estados Unidos. De acordo com o Departamento de Saúde Pública do Estado, as mães foram infectadas com o zika vírus durante a gravidez em países que sofrem com a epidemia.  Uma das mulheres não é americana e já retornou com o filho ao país de origem, informou Karen Smith, diretora do departamento. 

LEIA MAIS:  Cuba registra dois casos de transmissão local do zika vírus

Até o momento, 13 crianças nasceram com problemas relacionados ao zika, segundo o Centro para Controle de Doenças e Prevenção dos Estados Unidos. Outro seis fetos sofreram abortos ou eram natimortos.

Nesta semana, o centro enviou mais de US$ 16 milhões para 40 Estados e territórios dos EUA para criarem um sistema de monitoramento e fornecerem serviços de saúde para crianças com microcefalia e suas famílias. A Califórnia recebeu US$ 720 mil em investimento e o Estado planeja usar o dinheiro para reforçar o monitoramento.

LEIA MAIS: Instituto dos Estados Unidos dá início a testes de vacina contra zika em humanos

Na Califórnia, 114 pessoas foram infectadas com a zika, incluindo 21 mulheres grávidas. Todos os casos tem relação com viagens ao exterior. Há 12 tipos de mosquitos na Califórnia que podem transmitir o zika, mas autoridades afirmaram que não há evidências de que o vírus está sendo transmitindo na região por mosquitos.

No geral, 1.658 casos de zika foram registrados nos Estados Unidos e no Distrito de Columbia até o dia 27 de julho.

*Com informações do Estadão Conteúdo