Tamanho do texto

Organização Mundial da Saúde vai coordenar especialistas e financiar ajuda para países nas pesquisas sobre o zika vírus

OMS trabalha com os países Da América desde maio de 2015, quando os casos de zika surgiram
iStock
OMS trabalha com os países Da América desde maio de 2015, quando os casos de zika surgiram

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou a criação de um plano com investimento de US$ 56 milhões – equivalente a R$ 225 milhões – para combater o zika vírus e as malformações associadas a ele. O foco da estratégia será na mobilização e coordenação de especialistas para ajudar países nas pesquisas.

O plano deve implementar um controle de comunicação sobre os riscos, acompanhamento e tratamento médico aos afetados, além de acelerar as pesquisas e o desenvolvimento de vacinas e diagnósticos.

Do total, o equivalente a R$ 100 milhões será destinado ao fundo da própria organização, enquanto R$ 125 milhões irão para o grupo de parceiros da OMS.

A agência de saúde também ativou um sistema de monitoramento para analisar a incidência do vírus no mundo, além da criação de fundos de emergência para financiar as operações contra o zika.

A organização trabalha com os países afetados na América desde maio de 2015, quando os primeiros casos de zika surgiram no Nordeste do Brasil. A OMS mobilizou agentes para trabalhar com o Ministério da Saúde e detectar o vírus a fim de impedir sua proliferação, além de investigar os casos de microcefalia relacionados à doença.

Veja cuidados necessários para evitar a infecção por zika vírus:


    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.