Tamanho do texto

Agência também concluiu um outro produto que consegue detectar o zika vírus meses depois de a pessoa ser infectada

Aedes aegypti é responsável pela transmissão da dengue, zika vírus e febre chikungunya
Venilton Kuchler/ ANPr
Aedes aegypti é responsável pela transmissão da dengue, zika vírus e febre chikungunya

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concluiu a análise técnica de três produtos comerciais para diagnóstico in vitro do zika vírus. A partir de agora, com o registro da Anvisa, esses testes poderão ser comercializados. 

Dois desses produtos utilizam metodologia de imunofluorescência para a detecção de anticorpos relacionados aos vírus da zika, chikungunya e da dengue em um único procedimento de teste de forma combinada. Já um terceiro produto utiliza a metodologia de reação em cadeia da polimerase para determinar a presença do zika na amostra biológica em estudo.

Ainda segundo a agência, foram concluídas também as análises de outros dois produtos para determinar a presença dos vírus da febre chikungunya e da dengue pela mesma metodologia de reação em cadeia da polimerase.

As medidas foram publicadas nesta quarta-feira (3) no Diário Oficial da União.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.