Tamanho do texto

Político do Partido dos Trabalhadores da cidade de Cariús viajava sozinho em carro particular quando foi abordado por dois homens em uma motocicleta

Estadão Conteúdo

Lourenço Oliver Sales, candidato a vice-prefeito de Cariús, no  Ceará,  pela coligação PT-PT do B
Divulgação
Lourenço Oliver Sales, candidato a vice-prefeito de Cariús, no Ceará, pela coligação PT-PT do B

O advogado Lourenço Oliver Sales, de 52 anos, candidato a vice-prefeito de Cariús, cidade no interior do Ceará, pela coligação PT-PT do B, foi alvo de um ataque a tiros na manhã de segunda-feira (22). Ele viajava sozinho em seu carro particular por volta das 9h30 quando foi abordado, na localidade de Cachoeira dos Pintos, por dois homens em uma moto que dispararam contra o político.

LEIA MAIS:  Eleições 2016: partidos doam R$ 16 milhões na largada da campanha 

Lourenço foi atingido no rosto, no ombro direito e na perna. De acordo com informações fornecidas por parentes, ele está consciente e deve ser submetido a uma cirurgia nesta terça-feira (23).

A família acredita que o crime tenha conotação política. A polícia, entretanto, informa que está apurando o caso e que ainda não é possível afirmar qual seria a real motivação dos autores.

LEIA MAIS:  Candidatos a prefeito terão metade do tempo de exposição na TV em 2016

Lourenço foi levado para o Hospital de Iguatu, onde recebeu os primeiros socorros, e, em seguida, transferido, sob escolta policial, para o Hospital Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte, onde ficou internado. O estado de saúde dele é estável.

LEIA MAIS:  Nas eleições 2016, prefeitos e vices se tornam adversários em 13 capitais

O carro da vítima foi levado para a Delegacia Regional de Iguatu, onde passa por perícia. A Polícia Civil iniciou as investigações, mas a delegada Patrícia Sena disse que não poderia adiantar nenhuma informação para não atrapalhar o trabalho dos inspetores.

Cinco candidatos disputam a eleição no município de Cariús: José Fernandes (PSDB), Nizo Costa (PMB), Ana Maria Antunes (PCdoB), Francisco José (PT) e Luis do Cachimbo (PSOL).

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.