Tamanho do texto

Com 29% das intenções de voto, o deputado do PRB venceria todos os adversários em eventual segundo turno; o atual prefeito Fernando Haddad ocupa o quarto lugar da disputa e tem o maior índice de rejeição dos eleitores

Estadão Conteúdo

Confirmado candidato pelo PRB no último domingo, o deputado Celso Russomano já estava na liderança das pesquisas
André Dusek/Estadão Conteúdo
Confirmado candidato pelo PRB no último domingo, o deputado Celso Russomano já estava na liderança das pesquisas


A nova pesquisa Ibope de intenções de votos para a Prefeitura de São Paulo, divulgada nesta sexta-feira (29) aponta que o deputado Celso Russomanno – confirmado candidato pelo PRB no último domingo (24) – continua na liderança da disputa , com 29%. de preferência entre os eleitores  

Os quatro candidatos mais próximos de Celso Russomanno  seguem empatados dentro da margem de erro da pesquisa, que é de quatro pontos porcentuais: a senadora Marta Suplicy (PMDB) com 10%, a deputada Luiza Erundina (PSOL) com 8%, o prefeito e candidato à reeleição Fernando Haddad (PT) com 7% e o empresário João Doria (PSDB) com 7%. Brancos e nulos somam 18%.

Segundo turno

Russomanno ganharia de todos os adversários em um eventual segundo turno. A disputa mais acirrada seria com Marta (52% a 27%) e Erundina (54% a 25%). Contra Fernando Haddad, o candidato do PRB venceria por 59% a 17% e, contra Doria, a disputa ficaria em 57% a 17%.

Em um cenário sem Russomanno, Marta tomaria a dianteira com 18%, seguida por Erundina (12%), Haddad (9%) e Doria (8%).

Confirmado como candidato à reeleição no último domingo , o prefeito Fernando Haddad é o candidato com maior índice de rejeição (43%), seguido por Marta, com 36%. Erundina tem 28%, Russomanno registra 17% e Doria, 13%. A pesquisa contratada pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas de São Paulo e Região (Setcesp) ouviu 602 pessoas entre os dias 23 e 26 de agosto. O grau de confiança do levantamento é de 95%, de acordo com o Ibope.

Fernando Haddad foi oficializado candidato à reeleição pelo PT em convenção partidária no último domingo (24)
Ricardo Stuckert/Instituto Lula - 24.07.2016
Fernando Haddad foi oficializado candidato à reeleição pelo PT em convenção partidária no último domingo (24)


Avanço

Na pesquisa anterior, Russomanno aparecia como líder na disputa pela Prefeitura de São Paulo com 26% das intenções de voto. O segundo lugar estava indefinido. Numericamente à frente aparecia a senadora Marta Suplicy, com 10%, seguida de perto pela deputada Luiza Erundina, com 8%. Ambas foram prefeitas de São Paulo pelo PT.

LEIA MAIS:  Esquerda terá que se reinventar para voltar a ocupar espaços, diz Haddad

O prefeito Fernando Haddad estava com 7% das intenções de voto. O empresário João Doria foi mencionado por 6% dos entrevistados e estava na frente do vereador Andrea Matarazzo (PSD), com 4%. O deputado federal Pastor Feliciano (PSC) apresentava o mesmo porcentual de Matarazzo: 4%. Já os deputado Major Olímpio (Solidariedade) e Roberto Tripoli (PV) acumulavam 2% cada.

Na pergunta espontânea, em que os entrevistados são questionados sobre intenção de voto sem a apresentação dos nomes dos possíveis candidatos, pouco mais da metade (54%) declarou não saber em quem vai votar.

Haddad já era o líder no quesito rejeição: 46% não votariam nele de jeito nenhum. Marta era a segunda mais rejeitada, com 42%; Feliciano, 31%; Erundina, 29%. Já Celso Russomanno era rejeitado por 22%.