Guia de profissões

Saiba tudo sobre 100 cursos e carreiras

Todas as profissões

Odontologia

Profissões relacionadas ao curso: Cirurgião-dentista, odontologista, patologista bucal .

1. Sobre o curso

Cirurgião-dentista


É responsável pela manutenção, prevenção, recuperação e promoção da saúde bucal de pessoas de todas as faixas etárias e de comunidades. Faz diagnóstico, planeja e executa tratamentos dentários. Se necessário, também realiza extrações e cirurgias, além de projetar e instalar próteses e dentaduras. Atua individualmente ou em equipes multidisciplinares; no setor privado ou no público. O desenvolvimento de pesquisas na busca de soluções para problemas relacionados à saúde bucal também faz parte do campo de trabalho deste profissional

Principais áreas de atuação    


- Clínica geral
- Saúde pública
- Odontopediatria
- Estomatologia
- Endodontia
- Ortodontia
- Traumatologia e cirurgia bucomaxilofacial
- Periodontia
- Odontologia do trabalho



Topo

2. Ensino

Número de faculdades 201
Melhores cursos Universidade Paulista (Campinas - SP), Universidade Estadual de Campinas (Piracicaba - SP), Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Araraquara - SP)
Vagas disponíveis por ano 19.069
Duração do curso 5 anos
Candidatos 81.893
Candidatos/vaga 4, 29
Formandos por ano 8.930
Topo

3. Estágio

Estágio obrigatório?  


Sim

Quem recruta estagiários    


- Serviços públicos.
- Forças Armadas.
- Consultórios particulares.
- Clínicas de radiologia.
- Indústria de produtos e equipamentos odontológicos.

Melhor época do ano para procurar estágio    


No início do ano.

Momento ideal para iniciar estágio 


A partir do quinto semestre do curso de graduação, quando o aluno já obteve a formação clínica básica.


Atividades do estágio    


- Armazenamento de materiais e exames complementares.
- Manutenção dos aspectos de biossegurança de clínicas.
- Apoio ao setor de administração e marketing.
- Cuidados com todo o ciclo de esterilização dos materiais e preparação da sala clínica para o atendimento. Topo

4. Mercado

Profissionais no mercado     


Cerca de 220 mil em todo o Brasil. Desse total, cerca de 75 mil estão no estado de São Paulo.

Exigências para atuar na profissão    


- Ter diploma de graduação em Odontologia.
- Estar registrado no Conselho Regional de Odontologia.

Regulamentação    


Lei nº 5.081, de 24 de agosto de 1966.

Ganho inicial (média mensal)    


Cerca de R$ 2,5 mil, mas pode variar de acordo com a carga horária semanal e o local de trabalho.

Ganho escalão intermediário (média mensal)  


De R$ 3,4 mil a R$ 5 mil.

Ganho no auge (média mensal)    


De R$ 5 mil a R$ 12 mil, de acordo com área de atuação, horário de trabalho e investimento na profissão.
*Alguns profissionais superam essa média mensal, outros mantêm a média intermediária por toda a carreira.


Atividades do início de carreira


Atuação como clínico geral, realizando procedimentos de periodontia (tratamento das doenças que acometem a gengiva e o osso que dá sustentação aos dentes), dentística (restaurações), endodontia (tratamento da polpa dentária), próteses e pequenas cirurgias.

Evolução da profissão  


Com a experiência, o cirurgião-dentista pode seguir carreira docente, abrir uma clínica com outros profissionais ou o próprio consultório, atuar em programas governamentais destinados à saúde bucal e na indústria, com desenvolvimento e divulgação de produtos odontológicos.

Auge da carreira 


Em média oito  anos após a formatura.

Dicas     


- As pesquisas na área de crescem a cada dia e proporcionam novos produtos, novas técnicas, novas abordagens e novas implicações na manutenção da saúde bucal para melhor saúde geral. Estar sempre atualizado garante a inserção no mercado de trabalho com um diferencial significativo na qualidade do tratamento oferecido e na satisfação do cliente.
- É importante que mesmo o especialista busque atualização constante. Cursos de especialização e extensão profissional, além da leitura frequente de periódicos nacionais e internacionais de sua área de atuação, são essenciais.
- O profissional deve ter conhecimento em clínica geral, mas também em uma ou duas especialidades, para ter mais oportunidades.

Topo
Fontes: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)/Ministério da Educação (MEC), dados de 2010; Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), dados de 2010;

Conselho Federal de Odontologia

Especialistas entrevistados para compor o perfil da profissão:

Caio Perrella, conselheiro do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (Crosp);

Elaine Escobar, coordenadora do curso de Odontologia da FMU;

Oswaldo Crivello Junior, vice-presidente da comissão de graduação da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo e professor do departamento de Cirurgia, Prótese e Traumatologia Maxilo-Faciais (FOUSP);

Arnaldo Takahashi, diretor da clínica Takahashi, Macedo Odontologia Multidisciplinar

Topo