Guia de profissões

Saiba tudo sobre 100 cursos e carreiras

Todas as profissões

Engenharia Agrícola

Profissões relacionadas ao curso: Administrador rural, agente de desenvolvimento rural, engenheiro agrícola .

1. Sobre o curso

Engenheiro agrícola


O engenheiro agrícola é responsável pelo planejamento e pela execução de sistemas ligados à produção agrícola e ao processo agroindustrial. Preocupa-se com a gestão dos recursos naturais, dos sistemas de irrigação e drenagem e com a reutilização de efluentes. Atua no pós-colheita e na automação de sistemas agrícolas, além de dar suporte ao escoamento dos produtos.

Principais áreas de atuação   


- Produção de máquinas e equipamentos agrícolas
- Gestão ambiental
- Venda e assistência técnica
- Produção de produtos agroindustriais
- Manejo da produção agrícola
- Irrigação e drenagem

Topo

2. Ensino

Número de faculdades 31
Melhores cursos Universidade Federal de Lavras (MG), Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Mossoró – RN), Universidade Federal Fluminense (Niterói – RJ)
Vagas disponíveis por ano 1.380
Duração do curso 5 anos
Candidatos 9.851
Candidatos/vaga 7,13
Formandos por ano 328
Topo

3. Estágio

Estágio obrigatório?    


Sim

Quem recruta estagiários


Empresas ligadas às áreas de água e solo, mecânica agrícola, construções rurais, processamento de produtos agropecuários e energização rural.

Melhor época do ano para procurar estágio  


Final do segundo semestre.

Momento ideal para iniciar estágio  


A partir do oitavo ou nono semestre.

Atividades do estágio    


Acompanhamento das seguintes atividades:
- Pesquisas.
- Trabalhos de topografia.
- Serviços administrativos.
- Projetos de maquinário e processamento de produtos.

Topo

4. Mercado

Profissionais no mercado  


2.250

Exigências para atuar na profissão    


- Ter diploma de graduação em Engenharia Civil.
- Estar registrado no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea).


Regulamentação


(2) Lei nº 5.194, de 24 de dezembro de 1966.

Ganho inicial (média mensal)


R$ 4,3 mil.

Ganho escalão intermediário (média mensal)


De R$ 5,1 mil a R$ 6,1 mil.

Ganho no auge (média mensal)    


Até R$ 25 mil.

Atividades do início de carreira


- Desenho de projetos.
- Serviços na área administrativa.
- Acompanhamento de obras.
- Projetos de edificações e máquinas.


Evolução da profissão 


Com a experiência adquirida, o profissional pode assumir cargos de diretoria ou abrir uma empresa de consultoria em diversas áreas de atuação ligadas à agricultura, com prestação de serviços e terceirização de mão de obra.

Auge da carreira


- Cerca de 20 anos.

Dicas


- Gostar do meio agrícola, ter identificação com a área e gostar de ciências matemáticas e biológicas é importante para que o profissional tenha sucesso na carreira.
- O profissional não pode ficar parado. Ao longo da carreira, deve fazer cursos de especialização e pós-graduação, nas áreas de irrigação, máquinas ou processamentos de produtos agropecuários. Se quiser seguir a carreira acadêmica, deve cursar mestrado ou doutorado.

Topo
Fontes: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)/Ministério da Educação (MEC), dados de 2010; Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), dados de 2008;

Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia  (Confea)

Especialistas entrevistados para compor o perfil da profissão:

José Luiz Costa Rosskoff, coordenador do curso de Engenharia Agrícola da Universidade Federal de Pelotas (Ufpel).
Topo