Tamanho do texto

Exame é destinado a médicos estrangeiros ou a brasileiros formados em Medicina e que desejam exercer a profissão por aqui, informa o MEC

Revalida é destinado a médicos estrangeiros ou a brasileiros que se formaram em Medicina no exterior
shutterstock
Revalida é destinado a médicos estrangeiros ou a brasileiros que se formaram em Medicina no exterior

As inscrições para o Revalida (Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira) acabam na próxima sexta-feira (4). Aplicada pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), a prova é direcionada a estrangeiros formados em Medicina fora do Brasil e a brasileiros que se graduaram no curso em outro país e querem exercer a profissão aqui.

Leia também: Celular é utilizado por 52% dos alunos em atividades escolares, diz pesquisa

Para participar do Revalida , é necessário ser brasileiro ou estrangeiro em situação legal de residência no Brasil e ter diploma médico expedido por instituição de educação superior estrangeira reconhecida no país de origem pelo seu Ministério da Educação ou órgão equivalente, e autenticado pela autoridade consular brasileira. O participante precisa ter CPF e diploma digitalizado para concluir a inscrição. O Inep informa que não aceita declarações de conclusão do curso e documentos similares em substituição ao diploma.

O sistema de inscrição pode ser acessado pelo portal do Inep. Durante a inscrição, o participante deve solicitar atendimento especializado ou específico, se necessário; fazer upload de arquivo no formato PDF, em tamanho máximo de 2MB, contendo a digitalização frente e verso do diploma, incluindo o selo consular na imagem; indicar a universidade pública brasileira (dentre as que aderiram ao exame) pela qual quer a revalidação; e escolher a cidade onde realizará a primeira etapa, de acordo com o limite da capacidade dos locais de prova. Nesta fase, haverá aplicação em Brasília, Campo Grande, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Porto Alegre, Rio Branco, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

Leia também: Pronatec tem 575 mil vagas para cursos gratuitos em todo o País

A inscrição só é concluída após o pagamento da GRU (Guia de Recolhimento da União) e a homologação da cópia do diploma pelo Inep. O pagamento da taxa pode ser efetuado em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos Correios, nos horários de atendimento e compensação bancária de cada um. Alterações dos dados cadastrais, do local de provas e do arquivo do diploma só serão aceitas durante o período de inscrição. Pessoas que quiserem ser tratadas pela identidade de gênero podem solicitar atendimento pelo nome social entre 14 e 18 de agosto, por meio do Fale Conosco do portal do Inep.

Fases

A primeira etapa será aplicada em 24 de setembro. É uma avaliação escrita, composta de uma prova objetiva com 100 questões de múltipla escolha e uma prova discursiva, com cinco questões. Os participantes têm cinco horas para resolver a parte objetiva, pela manhã (das 8h às 13h), e três horas para realizar a discursiva, no período da tarde (das 15h às 18h). Os participantes aprovados deverão confirmar a inscrição para a segunda fase entre 6 e 9 de novembro.

Leia também: Em greve, professores da Uerj fazem manifestação contra atraso nos salários

A segunda etapa do Revalida, que ocorrerá em 10 e 11 de março de 2018, é uma avaliação de habilidades clínicas. O candidato precisa executar atividades para uma banca examinar suas habilidades referentes ao exercício da função médica . Para isso, percorre dez estações resolvendo tarefas como a investigação de história clínica, a interpretação de exames complementares, a formulação de hipóteses diagnósticas, a demonstração de procedimentos médicos, e o aconselhamento a pacientes ou familiares. A prova prática será aplicada em dois turnos: das 9h às 13h e das 14h30 às 19h. A taxa de inscrição é de R$ 450.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.