Tamanho do texto

Aprovados na chamada regular do Sistema de Seleção Unificada devem verificar local e horário para matrícula junto a instituição de ensino superior

Estudantes que não foram selecionados na chamada regular do Sisu podem participar da lista de espera
Isabelle Araújo/MEC
Estudantes que não foram selecionados na chamada regular do Sisu podem participar da lista de espera

O período de matrícula para os candidatos aprovados na primeira chamada da segunda edição de 2017 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começa nesta sexta-feira (9). Os estudantes devem ficar atentos já que o prazo para matrícula termina na próxima terça-feira (13).

A lista dos aprovados pode ser consultada no site do Sisu – é necessário ter em mãos o número de inscrição e senha do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016. O candidato deve verificar, junto à instituição para a qual foi selecionado, o local, horário e procedimentos de matrícula.

A partir do dia 26 de junho, os estudantes que não foram selecionados na chamada regular e desejam participar da lista de espera devem procurar as instituições de educação superior, e acompanhar o calendário de convocação de matrículas. O prazo para se candidatar às vagas remanescentes começou no último dia 5 e se encerra no dia 19.

Já os alunos que queiram fazer transferência de curso precisam buscar informações diretamente nas universidades, uma vez que a regulamentação para esse tipo de procedimento é feita pelas próprias instituições.

Leia também: Prazo para inscrições no ProUni do segundo semestre termina hoje

A segunda edição do programa neste ano oferece um total de 51.913 vagas, em 1.462 cursos de 63 instituições públicas de educação superior, entre universidades federais e estaduais, institutos federais e instituições estaduais. No processo seletivo referente ao segundo semestre deste ano, 935.550 candidatos se inscreveram, totalizando 1.797.386 inscrições, uma vez que cada participante podia optar por até dois cursos.

Algumas instituições de ensino estabelecem notas mínimas para o ingresso em determinados cursos, por isso, é comum que o estudante acabe não conseguindo, por exemplo, ingressar na segunda opção indicada por ele no momento da inscrição, mas está apto a se matricular no primeiro curso informado.

Leia também: MEC repassa R$ 18,5 milhões para custeio de bolsas de estudo

O programa

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foi desenvolvido pelo Ministério da Educação para selecionar os candidatos às vagas das instituições públicas de ensino superior que utilizarão a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como única fase de seu processo seletivo. A seleção é feita pelo Sistema com base na nota obtida pelo candidato no Enem. As informações são do portal do MEC.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.