Tamanho do texto

Na manhã deste sábado (05), uma nova lista foi divulgada pelo Mec e pelo Inep, onde mostra que o número de escolas ocupadas passou de 364 para 404, de um total de 16.476

Ocupações aumentam e 270 mil inscritos terão Enem adiado para dezembro
unibh/divulgação
Ocupações aumentam e 270 mil inscritos terão Enem adiado para dezembro

O número de inscritos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que farão a prova só em dezembro, subiu de 240 mil para 270 mil. Na manhã deste sábado (05), uma nova lista foi divulgada pelo Ministério da Educação (Mec) e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), onde mostra que o número de escolas ocupadas passou de 364 para 404, de um total de 16.476.

Confira a lista divulgada pelo Inep, com a relação completa, aqui .

Com as ocupações, as provas serão aplicadas nos dias 3 e 4 de dezembro para 269.657 dos inscritos - cera de 3%. De acordo com a Inep, o local para o novo exame do Enem ainda não foi definido e eles receberão as futuras informações do adiamente através SMS e email. Segundo o MEC, as provas serão diferentes das realizadas em novembro, mas o grau de dificuldade será o mesmo para ambas as datas.

Em dezembro, as provas do Enem irão coincidir com outros vestibulares do país, mas a presidente do Inep, Maria Inês Fini, descarta a possibilidade de um novo adiamento.

Para os demais inscritos, o teste ocorre normalmente neste sábado (05) e domingo (06).

+ Candidatos do Enem 2016 devem estar atentos aos horários da prova

Ocupação

As ocupações ocorrem em diversos estados do País. Onde estudantes do ensino médio, superior e educação profissional pressionam o governo por meio de ocupações de locais de ensino. 

Eles são contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita os gastos do governo federal pelos próximos 20 anos, a chamada PEC do Teto, onde estudos mostram que a medida pode reduzir os repasses para a área de educação, que, limitados por um teto geral, resultarão na necessidade de retirada de recursos de outras áreas para investimento no ensino.

O governo defende a medida como um ajuste necessário em meio à crise que o País enfrenta e diz que educação e saúde não serão prejudicadas.

Os estudantes também são contrários à reforma do ensino médio, proposta pela Medida Provisória (MP) 746/2016, enviada pelo Executivo ao Congresso. Para o governo, a proposta vai acelerar a reformulação da etapa de ensino que concentra mais reprovações e abandono de estudantes. Os alunos argumentam que a reforma deve ser debatida amplamente e não implementada por MP.

Os estudantes protestam contra a PEC 241 que estabelece um teto para os gastos públicos, incluindo saúde e educação, e a proposta de reforma do Ensino Médio. 

Prova

Para quem vai fazer a prova neste final de semana, o local de prova pode ser acessado pela Página do Participante ou pelo aplicativo Enem 2016.  Os cadidatos deverão chegar ate às 13h, horário de fechamento dos portões do exame.

+ Saiba o que levar e o que é proibido nos dois dias do Enem 2016

* Com informações da Folha de São Paulo e Agência Brasil

    Leia tudo sobre: Enem
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.