Tamanho do texto

Em assembleia na Avenida Paulista, docentes decidem paralisar atividades por tempo indeterminado a partir de segunda-feira

Professores da rede estadual de São Paulo decidiram entrar em greve por tempo indeterminado a partir de segunda-feira, dia 22. A decisão dos docentes ligados ao Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeopesp) foi tomada nesta sexta-feira durante assembleia no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista, capital do Estado. Também nesta tarde, milhares de professores bloquearam a avenida .

Piso nacional: MEC confirma novo salário de professores de R$ 1567

A principal reivindicação dos professores é um reajuste de 36,74% e recomposição de aumento previsto de 10,2% para 2012, que eles entendem ter sido apenas parcialmente pago. Os docentes também pedem cumprimento da lei que determina que um terço da jornada de trabalho seja destinada a atividades de formação e preparação de aulas e a extensão dos direitos da categoria aos contratados temporariamente.

Em nota emitida nesta quinta-feira, o governo de São Paulo informou que cumpre integralmente a lei do piso, inclusive no que se refere ao limite máximo de dois terços da carga horária total para a jornada de trabalho docente em classe.

Assembleia de professores foi realizada no vão livre do Masp, na Avenida Paulista, em São Paulo
Futura Press
Assembleia de professores foi realizada no vão livre do Masp, na Avenida Paulista, em São Paulo

Nesta semana, o governador encaminhou projeto de lei complementar para a assembleia que define que docentes e servidores da educação terão aumento de 8% neste ano , em vez dos 6% previstos quando foram definidos reajustes para quatro anos em 2011. A decisão tenta compensar a perda pela inflação, mas representantes sindicais dizem que o índice representa apenas 2% de aumento real.

“Dois por cento de reajuste é vergonhoso para nós e para o estado mais rico da nação”, afirmou a presidente do sindicato, Maria Isabel Noronha.

*Com Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.