Tamanho do texto

Comédia segue a cartilha do subgênero "assalto descolado", com todos os clichês e desdobramentos previsíveis

"Assalto em Dose Dupla" é vendido como uma comédia de ação escrita pelos roteiristas da série "Se Beber Não Case" , Jon Lucas e Scott Moore. Por isso, tenta-se passá-lo como algo na mesma linha, o que se revela enganoso.

Patrick Dempsey e Ashley Judd encabeçam o elenco da comédia
Divulgação
Patrick Dempsey e Ashley Judd encabeçam o elenco da comédia "Assalto em Dose Dupla"
A trama gira em torno de um assalto duplo ao mesmo banco, onde trabalha Kaitlin (Ashley Judd), que está prestes a casar com um ricaço e abandonar o emprego.

O primeiro bando de assaltantes é composto por ases da tecnologia e do planejamento (Mekhi Phifer, Matt Ryan e John Ventimiglia). Já o segundo time é formado por dois caipiras sem qualquer noção de como agir (Tim Blake Nelson e Pruitt Taylor Vince).

Também está na agência Tripp (Patrick Dempsey, que viveu dias melhores como galã juvenil nos anos de 1980 em filmes como "Namorada de Aluguel" e "Loverboy - Garoto de Programa"). Além de ser muito esperto e ter uma inteligência especial para números, ele tem alguns tiques nervosos, como falar sem parar quando se sente sob pressão - algo que os roteiristas devem achar engraçado.

Siga o iG Cultura no Twitter

Os funcionários do banco e os poucos clientes são tomados como reféns, mas, para a sorte deles, Tripp está lá e toma a dianteira com um plano para salvá-los. O que é um alívio, pois se fossem esperar a polícia, o filme seria mais longo. Segue-se, então, a cartilha do subgênero "assalto descolado", com os clichês e desdobramentos previsíveis.

Veja seis cenas de assalto a banco em filmes

A química entre Dempsey (que também é creditado como produtor do longa) e Ashley é quase inexistente, por isso, soa estranho quando eles engatam um suposto romance em meio a tiroteios e disputas entre assaltantes. Talvez o ator tenha visto no filme a possibilidade de fugir do purgatório das comédias românticas em que sua carreira se transformou ("Idas e Vindas do Amor", "O Melhor Amigo da Noiva", "Doce Lar"), mas não foi desta vez. Os anos 1980 não voltam.

null

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.