Martha Rocha em Copacabana
Foto : Túlio Ribeiro IG Foto Martha Rocha(PDT)
Martha Rocha


A automatização da política fez cristalizar a imagem que as "fake news" foram em 2018 a maior arma da direita e que seria  repetida neste ano, mas pelo menos no Rio de Janeiro, a história parece diferente.

A candidata Martha Rocha (PDT) sofre exatamente de parte da esquerda ataques que relembram histórias distorcidas  de trinta anos atrás. Segundo contam os textos que rodam grupos de esquerda no whatsapp e nas redes sociais, ela seria "culpada" por namorar um homem envolvido com bicheiros. A ex-professora não só findou o relacionamento na época, como depôs contra ele.

Pelo campo da  direita carioca, sua segunda posição produziu algo inusitado, o líder Eduardo Paes do DEM(28%) tem aliviado as críticas ao atual prefeito Marcelo Crivella(Republicanos), rival desde início da campanha e empatado(13%) com a pedetista, mas em sentido de declínio, ao contrário da ascenção da delegada. O padrão é repetido por seus cabos eleitorais nos bairros da capital, eles até chegam elogiar o atual executivo municipal,caso não consigam virar o voto para Paes.

Com apenas 7 % de rejeição ,Martha é vítima dos ataques da esquerda e da direita exatamente  para que não lhe permita chegar ao segundo turno, pois aponta Ibope que venceria o antes imbatível e ex-prefeito Eduardo Paes. A política não possui conduta imutável, seja para direita ou para esquerda!

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários