Manifestação 'antifa' com assassinato
Reprodução Twitter
Antifas manifestação


Manifestante de direita foi morto por um segurança durante confrontos com a Antifa. Ele recebeu tiros na cabeça na frente de seu filho.


O fato ocorreu com o veterano de 49 anos que estava participando de um comício "Patriot Muster" e foi morto a tiros por volta das 15h30 do lado de fora do Denver Art Museum, no Colorado (EUA).

Próximo da eleição presidencial, os Estados Unidos estão cada vez mais divididos  em posição política e racial. Neste contexto, a polícia de Denver prendeu Dolloff por atirar e matar um homem depois de um confronto nos protestos no centro da cidade.

Como pode ser visto em vídeo e melhor em fotos do incidente, aparece um homem dando um tapa em Dolloff e usando spray de pimenta perto do Museu de Arte de Denver. Dolloff então atirou no homem, de acordo com as fotos. A polícia deteve Dolloff no local.


Matthew Robert Dolloff permaneceu na prisão no domingo sem fiança sob suspeita de assassinato em primeiro grau no tiroteio, mostram os registros da prisão.

Em pesquisa nos registros judiciais junto a mídia local, mostram que ele não tinha antecedentes criminais além de multas de trânsito.


A mãe da vítima ,Carol Keltner, compartilhou a atualização em um grupo do Facebook chamado Northeast Arkansas Tea Party Group desta forma:


"Meu filho Lee estava no comício patriota hoje em Denver" , escreveu ela .

"Depois da manifestação, uma pessoa do lado do BLM e da Antifa foi até ele, disse algumas palavras desagradáveis ​​e atirou em sua cabeça. Ele foi assassinado porque apoiou a polícia", ela continuou.

    Veja Também

      Mostrar mais