Senador mexicano
REPRODUÇÃO INSTRAGRAM @samuelgarcia
Senador com esposa



Um senador se envolveu com disputa nas redes sociais sobre seu comportamento com a esposa em uma live. Nesta transmissão o parlamentar faz vários comentário preconceituosos que repercutiram com seguidores e eleitores.

A polêmica  tem origem como ele repreende sua esposa por "mostrar muitas pernas" durante uma videochamada que publicaram em suas redes sociais.



“Levante a câmera, você está mostrando muita perna”, disse Samuel García à esposa, Mariana Rodríguez, durante a vídeo chamada que publicaram em suas contas do Instagram. Ela, por sua vez, respondeu: "Muita perna? Mas eram só meus joelhos."

Na sequência, o senador García levanta a voz e insiste para que sua esposa mudasse altura da câmera para não mostrar as pernas, enquanto ele continuava a comer costelas de porco.

Mariana ajustou a câmera, pediu desculpas ao companheiro e, no final, o legislador declarou: "Casei com você bem para mim, não para você dar aulas".


Foi esta aitude do  senador García geraram uma onda de indignação nas redes sociais. Os internautas questionaram o machismo do legislador, mas lamentaram a reação de Rodríguez.

 A reação  veio  de usuárias do Twitter, como Cristina, quecitou o vídeo como um exemplo de "o que não devemos aceitar" mulheres.


Por sua vez, outra usuária chamada Georgina criticou que esta manifestação do senador de Nuevo León é mais um exemplo de que muitos homens consideram que seus respectivos parceiros são de sua propriedade.

“É o que muitos homens que matam suas parceiras pensam, consideram-nas sua propriedade e acreditam que têm o direito de acabar com suas vidas”, tuitou.


García respondeu à polêmica sobre seus comentários machistas quando o secretário-geral do Movimento Cidadão, Jorge Álvarez, chamou sua atenção no Twitter.

Diante da reação no seu própro partido como do secretário do Movimento Cidadão, Jorge alvarez , o senador respondeu:

“Tudo bem, @AlvarezMaynez, as piadas machistas são um mau hábito que muitos homens têm e que temos que tirar. Já pedi desculpas a Mariana e agradeço que eles apontem esse tipo de atitude. Não são corretos e têm que parar”, tuitou García .



O próprio Álvarez se dirigiu a García, alertando que, no México, um dos elementos para “justificar” a violência contra as mulheres é a maneira como se vestem ou se mostram alguma parte do corpo. “Neste país, centenas de mulheres são mortas por serem mulheres ... a violência não é uma piada”, ela tuitou.

    Veja Também

      Mostrar mais