Máscara
Reprodução Twitter @sebastianarcher
Máscara foi produzida para um empresário chinês que vive nos EUA

Um chinês comprou junto a uma joalheria israelense uma máscara contra a pandemia da Covid-19 que pode ser considerada a mais cara do mundo, tendo uma cobertura feita de ouro branco, incrustada de diamantes e um preço de R$ 8,1 milhões (US$ 1,5 milhão).


A máscara de ouro branco de 18 quilates será decorada com 3.600 diamantes brancos e pretos e equipada com filtros N99 de primeira linha a pedido do comprador, disse o designer Isaac Levy.

Neste singular mercado, Levy, dono da empresa Yvel, declarou que o comprador tinha outras duas exigências: que fosse concluída até o final do ano e que fosse a mais cara do mundo. Essa última condição, disse ele, “era a mais fácil de cumprir”.

Ele se recusou a identificar o comprador, mas disse que era um empresário chinês que mora nos Estados Unidos.

O efeito brilhante pode dar um toque especial ao equipamento de proteção agora obrigatório em espaços públicos em muitos países. Mas com 270 gramas (mais de meio quilo) - quase 100 vezes mais que uma máscara cirúrgica típica - não é provável que seja um acessório prático de usar.

Em uma entrevista em sua fábrica perto de Jerusalém, Levy exibiu várias peças da máscara, cobertas de diamantes . Uma placa de ouro tinha um orifício para o filtro.

“O dinheiro talvez não compre tudo, mas se puder comprar uma máscara Covid-19 muito cara e a pessoa quiser usá-la para passear e chamar atenção, ele deve ficar feliz com isso”, disse Levy.

Essa máscara ostentosa também pode causar alguma impressão errada em um momento em que milhões de pessoas em todo o mundo estão desempregadas ou sofrendo economicamente. Levy disse que, embora não o usasse sozinho, estava grato pela oportunidade.

“Estou feliz que esta máscara nos deu trabalho suficiente para que nossos funcionários pudessem fornecer seus empregos em tempos muito desafiadores como os de agora”, disse ele.

    Veja Também

      Mostrar mais