Quem manda na Comissão de Educação
Daniel Castro Branco/Agência O Dia
Quem manda na Comissão de Educação

Uma guerra franca - e não declarada! - pelo comando da Comissão de Educação da Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro coloca o prefeito Eduardo Paes (DEM) e seus aliados de um lado; e a esquerda e o PSOL, de outro. O motivo é saber quem será o xerife um dos mais importantes fóruns da Casa. Só para o leitor entender, as comissões permanentes são destinadas a proceder estudos, realizar investigações e representar a Câmara. Cabe-lhes apresentar proposições, realizar audiências públicas com entidades da sociedade civil e receber petições, reclamações, representações ou queixas de qualquer pessoa contra atos ou omissões das autoridades públicas. São compostas por três vereadores: presidente, vice-presidente e vogal. Em resumo, quem ganhar a disputa para o comando da Comissão de Educação, que continua a todo vapor, terá um poder forte nas mãos. A eleição será realizada no dia da instalação da comissão na semana que vem.

Quem ganha a parada

O governo Paes quer emplacar o recém-chegado Márcio Santos (PTB) na presidência da Comissão de Educação, só que Tarcísio Motta (PSOL) organizou uma campanha pública pelo posto. O manifesto criado por Motta já tem mais de 13 mil assinaturas, bem mais do que Márcio Santos teve de votos nas urnas. "Se o prefeito conseguir o que quer, será a primeira vez em muitos anos que a presidência será ocupada por alguém sem qualquer relação com a rede pública de ensino", diz Tarcísio.

A imagem do Brasil no exterior

O vereador Chico Alencar (PSOL), que foi deputado federal por muitos anos, desmereceu o discurso dos bolsonaristas na ONU: "O estranho Brasil de Damares, Ernesto Araújo e Bolsonaro é um show de negacionismo e atraso. Toda vez que fala na ONU, o Brasil sai menor. E nós passamos vergonha, ficando cada vez mais isolados no mundo - consolidando a péssima condição de pária internacional".

Privatização da Petrobras

O deputado estadual Alexandre Freitas (Novo) diz que tem solução para a Petrobras: "Greve de caminhoneiro só existe em país que tem estatal de petróleo, então quer a solução pra resolver a pressão política dos caminhoneiros? Privatiza a Petrobras. Simples. Problema resolvido, sem enrolação, nem populismo e sem a breguice do 'petróleo é nosso'".

A Nasa da saúde pública

Depois da chegada de mais doses da vacina contra covid-19, o deputado federal Chico D'Angelo (PDT) celebrou efusivamente. "A Fiocruz é a joia mais valiosa do estado do Rio! É a NASA da saúde pública brasileira! Bolsonaro tentou sabotá-la, para botar algum militar incompetente e servil na presidência, mas graças a Deus não conseguiu. Hoje ela é nossa salvação!"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários