médico
ig

Presidente da ALEPE, Olímpio Barbosa de Moraes

Religiosos revoltados com o aborto legal realizado na menina K. citam que haveria chance de salvar o feto de 5 meses. Lembram caso de grávida de 10 anos que deu à luz em cesariano no Acre, em abril deste ano. Mas não foi por estupro.

A bancada cristã no Congresso Nacional e em Pernambuco se mobiliza para cobrar do presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputado Marco Aurélio (PRTB), que requeira de volta à Casa o médico concursado que tratou do aborto da menina. Ele está cedido ao hospital do Recife onde foi realizado o procedimento.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários