STF
Agência Brasil
Supremo Tribunal Federal

O funcionalismo público não quer ficar sem aumento, mesmo diante da crise na saúde e na economia. A Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital e entidades parceiras vão impetrar três Ações Diretas de Inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal para contestar dispositivos da lei de socorro a estados e municípios.

A turma deve ficar sem reajuste salarial até 2021, conforme decisão do ministro da Economia, Paulo Guedes, e avalizado pelo presidente Jair Bolsonaro. A derrubada do veto, ou não, está nas mãos do Congresso Nacional.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários