Dinheiro
Agência Brasil
Benefício de Prestação Continuada

O Governo luta para manter o veto do presidente ao aumento do Benefício de Prestação Continuada que vai custar R$ 20 bilhões a mais.

Chegou a recorrer a uma liminar do ministro Bruno Dantas, do TCU (surpresa!), que suspendeu a votação do Congresso (o STF deve derrubar).

Mas esse dinheiro é crucial para movimentar a economia nas classes C e D. Deveria até compor o pacote de emergência do ministro Paulo Guedes.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários