Deputados federais gastaram, no ano passado, mais de R$ 16 milhões para a contratação de serviços de consultoria e assessoria.

Congresso Nacional
Agência Brasil

Congresso Nacional

Em tempo: a Câmara conta com uma qualificada equipe técnica formada por servidores concursados e que formam um time de 193 consultores legislativos e 37 de Orçamento e Fiscalização Financeira. Conforme levantamento feito pela entidade Operação Política Supervisionada (OPS), que fiscaliza com lupa gastos parlamentares, 332 deputados contrataram, no ano passado, empresas e profissionais externos para realizar serviços de consultoria legislativa.

Com o valor gasto em 2019 seria possível pagar os salários de 50 novos analistas legislativos por um ano, segundo cálculo da OPS.

A locação de carros pelos deputados também custou caro aos cofres da Câmara. Nada menos que 5.298 notas fiscais e recibos foram emitidos a 413 deputados, ao custo de R$ 22,1 milhões.

O Tribunal de Contas da União recomendou, recente, à Câmara dos Deputados e ao Senado a redução de despesas da chamada cota parlamentar. O TCU também sugeriu que os deputados e senadores “revejam a pertinência” do gasto com consultorias.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários