A despeito da Medida Provisória do presidente Jair Bolsonaro que freia o controle sindical – e em muitos casos até partidário, de esquerda – nas reitorias das universidades federais, com votação direta de alunos, professores e servidores, quatro delas já enviaram a lista tríplice para a escolha do futuro reitor, segundo consulta da Coluna do Ministério da Educação. São as Universidades Federais de Roraima (UFRR),  do Vale do São Francisco (Univasf), do Espirito Santo (UFES) e de São João Del Rei (UFSJ). 

UnB
Agência Brasil
UnB

O MEC ainda não informou se vai manter o processo para estas federais, feito sob consulta a professores e servidores, ou se vai anular as escolhas e indicar votação. Como publicamos esta semana, o Governo quer democratizar o processo de escolha para reitores, para não ficar refém de sindicatos de professores partidarizados.

Em Roraima, deixará o cargo o professor doutor Jefferson Fernandes do Nascimento. Foi o primeiro roraimense de fato a assumir o cargo, descendente da etnia Macuxi.

No Espírito Santo, sairá do cargo Reinaldo Centoducatte, que também é presidente da  Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior. Vive em embates com o ministro Abraham Weintraub.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários