O Vaticano divulgou decisão histórica do Papa Francisco de retirar o segredo pontifício para denúncias de abuso e violência sexual cometidos por clérigos. Com isso, as investigações canônicas ficam disponíveis às autoridades civis. Inclusive no Brasil.

Papa Francisco
Agência Brasil
Papa Francisco

Documento assinado pelos cardeais Pietro Parolin, secretário de Estado do Vaticano, e Luis Ladaria, prefeito para Doutrina da Fé, confirma como delicta graviora – crimes mais graves – a aquisição, detenção ou a divulgação, para fins libidinosos, de pornografia de menores de 18 anos. Antes eram apenas menores de 14 anos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários