Tamanho do texto

Mais de dois meses depois, um delegado e um perito foram designados pela corporação

Polícia Federal arrow-options
Agência Brasil
Polícia Federal

Só agora, depois de mais de dois meses de trabalhos, a CPI das Fake News recebeu resposta da Polícia Federal ao pedido de indicação de integrantes da corporação para auxiliaram nos trabalhos da comissão.

Foram indicados o delegado Carlos Sobral e o perito criminal Ivode Peixinho. O requerimento com pedido de apoio à PF foi assinado pelo presidente da CPI, senador Ângelo Coronel (PSD-BA), no dia 10 de setembro.

Carlos Sobral, aliás, é um dos mais respeitados delegados da corporação, indicado pela PF a comissões ou investigações quando a chapa esquenta, e já comandou a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal.