Marcelo Álvaro
Agência Brasil
Ministro do Turismo

Enquanto as investigações sobre suspeitas de candidaturas de ‘laranjas’ do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, avançam Brasil afora, apurações que envolvem candidatos de outras legendas permanecem a passos lentos.

Em São Paulo, por exemplo, o Ministério Público estadual identificou ao menos 60 casos suspeitos de candidaturas ‘laranjas’ de legendas como Solidariedade, Patriota, Podemos, PHS e PMB. Já em Sergipe, as investigações miram o MDB, PSDB e PSB.

O principal alvo da PF até agora sobre supostas candidaturas irregulares é o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro, do PSL de Minas Gerais e amigo pessoal do presidente – que o segura no cargo. Aliados próximos já sugeriram ao ministro – um deputado federal licenciado – se afastar do cargo para se defender, mas ele permanece blindado pelo presidente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários