Crusoé

Pedro Castillo, vencedor na contagem de votos no Peru, faz aceno ao mercado
O Antagonista
Pedro Castillo, vencedor na contagem de votos no Peru, faz aceno ao mercado

O professor de escola rural Pedro Castillo (foto) venceu na contagem dos votos a eleição presidencial do Peru , mas ainda não foi anunciado como vitorioso, uma vez que a checagem das urnas impugnadas deve demorar mais uma ou duas semanas.

Apesar disso, Castillo está se comportando como presidente eleito nas redes sociais. E tem surpreendido. Na campanha, Castillo prometeu uma reforma constitucional, o controle da imprensa, a nacionalização de empresas e o fim dos fundos privados de aposentadoria. Nos últimos dias, contudo, ele tem tentado acalmar investidores.

Você viu?

“Já podemos sentir os passos de um governo democrático que prioriza a estabilidade econômica. O dólar tende a cair“, escreveu ele nesta terça, 29, no Twitter, comentando uma matéria de jornal falando da queda da moeda americana e de uma subida na Bolsa de Valores de Lima.

Três dias antes, Castillo falou que manterá o presidente do Banco Central, Julio Velarde, caso sua vitória seja confirmada. “Nosso compromisso é manter o equilíbrio fiscal e melhorar a qualidade do gasto público, promover os investimentos e respeitar a independência e autonomia do Banco Central“, escreveu Castillo.


O que aconteceria em um governo de Castillo é uma grande incógnita. “Parece que ele está se movendo mais para o centro, ao mesmo tempo que está mandando sinais para sua base de eleitores“, diz o cientista político peruano Eduardo Dargent. “O complicado para Castillo será articular um discurso que acalme a economia e que ofereça garantia de que as reformas prometidas serão realizadas. Não sei como ele conseguiria esse equilíbrio.”

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários