Crusoé

Brasil despenca em ranking de combate à corrupção, mas qualidade da imprensa melhora
O Antagonista
Brasil despenca em ranking de combate à corrupção, mas qualidade da imprensa melhora

Em apenas três anos, o Brasil passou da segunda para a sexta posição no ranking de combate à corrupção na América Latina , elaborado pela Americas Society/Conselho das Américas e Control Risks.

Em 2019, na primeira versão do ranking , o país só aparecia atrás do Chile. Em um dos 14 quesitos avaliados, o arcabouço legal para combater desvios, que mede a capacidade jurídica para atacar o problema, o Brasil se destacava em primeiro lugar.

Na última edição , divulgada nesta segunda, 14, o Brasil aparece em sexto lugar no ranking geral, atrás de Uruguai, Chile, Costa Rica, Peru e Argentina .

O Brasil segue em trajetória de queda no índice de combate à corrupção desde 2019 e, em 2021, teve a maior queda entre os 15 países analisados “, diz o relatório.

Na categoria capacidade jurídica (queda de quase 9% desde 2020), o país teve declínios na independência de suas agências anticorrupção e do gabinete do procurador-geral “, diz o texto. “ O índice reflete as nomeações do governo de Jair Bolsonaro para cargos na administração de figuras percebidas como menos independentes para a Polícia Federal e para o Ministério Público Federal.

Você viu?

No quesito que mede a força da democracia e das instituições políticas, o Brasil registrou uma redução de 11%.

Uma das poucas variáveis em que o Brasil teve uma evolução foi na qualidade da imprensa. Nessa área o país melhorou 3% . “ O ecossistema vibrante da imprensa brasileira continua a realizar um escrutínio significativo em questões de corrupção “, diz o relatório.

O ranking cobre 15 países da região. Bolívia e Venezuela estão na lanterna.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários