Crusoé

 Deltan Dallagnol
Rodolfo Buhrer/La Imagem/Fotoarena/Agência O Globo
Procurador da República e coordenador da Força-tarefa da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol

O coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol (foto), pediu nesta segunda-feira, 10, que o Supremo Tribunal Federal suspenda dois processos em trâmite no Conselho Nacional do Ministério Público, o CNMP, que podem afastá-lo da operação . O ministro Celso de Mello ficou com a relatoria das ações.

O julgamento dos procedimentos que envolvem Dallagnol no CNMP está marcado para a próxima semana. As representações foram apresentadas pelos senadores Renan Calheiros e Kátia Abreu.

O parlamentar do MDB de Alagoas acusa Dallagnol de usar redes sociais para atacá-lo e interferir nas eleições para a presidência do Senado, em “ atuação político-partidária ”. Renan requer a suspensão do procurador por até 45 dias.

No outro processo, movido por Kátia Abreu, o pedido de penalidade é mais duro: remoção da força-tarefa da Lava Jato. A senadora do PDT do Tocantins argumenta que a medida “evitaria questionamentos quanto à imparcialidade do MPF”, especialmente porque a atuação de Dallagnol “vem sendo objeto de questionamento pelas reclamações disciplinares que arrola perante o CNMP” — seriam 16, no total.

A parlamentar ainda sustenta que o procurador participou de palestras remuneradas para alavancar a sua imagem pessoal e “monetizar aparições públicas”.

Além disso, diz que houve subversão da ordem jurídica na assinatura de um acordo entre a Petrobras e os membros do MPF no Paraná, sob coordenação de Dallagnol. O acerto previa a destinação de 2,5 bilhões de reais recuperados de esquemas de corrupção à Fundação Lava Jato .

Ao STF, a defesa de Dallagnol afirmou que há irregularidades na condução dos processos no CNMP, como a falta de amplo direito de defesa. Os advogados querem que o Conselho fique impedido de analisar os procedimentos até que o STF dê uma palavra final sobre o pedido de trancamento das ações.

    Veja Também

      Mostrar mais