undefined
Luis Macedo/Câmara dos Deputados - 24.5.2017
As reuniões alertaram o Palácio do Planalto, que considera Rodrigo Maia fiel aliado

Potencial sucessor do presidente da República, Michel Temer, caso a situação complique para o presidente da República, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ciceroneou parlamentares da oposição na residência oficial nos últimos dias.

Leia também: Osmar Serraglio perdeu poder de interlocução com a Polícia Federal

Os mais frequentes para “discussão da conjuntura política” foram os deputados Orlando Silva (PCdoB-RJ), Carlos Zarattini (PT-SP) e Vicente Cândido (PT-SP), aguerridos críticos de Temer.

As reuniões alertaram o Palácio, que considera Maia fiel aliado. Aliados de Maia dizem que foi tentativa de amansar a turma.

Rodrigo Maia fez chegar ao Palácio o recado de que será difícil resistir à “pressão” após o pedido de impeachment contra o presidente Temer apresentado pela OAB.

Uma estratégia analisada é dar andamento a um pedido, derrubar outros (há 16 na fila), e protelar a indicação dos integrantes para a comissão especial.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários