A socialite Maria Christina Mendes Caldeira, ex-mulher de Valdemar da Costa Neto, o ‘dono’ do Partido da República, decidiu processar o Governo federal em ação na Corte Interamericana de Direitos Humanos, em Washington.

Ela acusa a União de não dar suporte ou proteção após apresentar várias denúncias contra o ex-deputado nas esferas judiciais.

Christina mudou-se para os EUA e mora em lugar não divulgado, fechou colaboração com a Justiça americana e o FBI. Ela entregou dossiê em que acusa Valdemar e empresário paulista de controlarem offshore com recursos suspeitos, como revelou ontem a Coluna. E adianta: há mais políticos do círculo de Valdemar que serão citados. Os advogados de Valdemar preferiram não comentar.

A empresária também solicita que o presidente Michel Temer anule o indulto dado por Dilma Rousseff e avalizado pelo Supremo Tribunal Federal ao ex-marido no caso do Mensalão do PT.

Christina diz ainda ter apoio do staff do senador republicano Marco Rubio, entre outros importantes contatos; ele foi pré-candidato a presidente dos EUA.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários