O presidente dos Correios, Guilherme Campos, reuniu-se com representantes de sindicatos neste feriado do Dia do Trabalho e apresentou uma proposta para por fim à greve iniciada há dias.  Os termos serão avaliados em assembleias nesta terça-feira, dia 2.

De acordo com a assessoria dos Correios, houve proposta da direção da estatal abordando os direitos de férias, plano de saúde e a suspensão do remanejamento de funcionários que ocorreria nos próximos dias para reforçar as atividades de alguns setores.

Abaixo, a nota oficial dos Correios:

Os Correios apresentaram, nesta segunda-feira (1º), uma nova proposta de acordo para encerrar a paralisação parcial na estatal. O presidente da empresa, Guilherme Campos, reuniu-se com as representações sindicais, mesmo no emblemático feriado do Dia do Trabalho, para tentar chegar a um consenso.

A proposta de acordo apresentada pelos Correios será avaliada em assembleias nesta terça-feira (2) e prevê o retorno normal às atividades após as 22h.  

O acordo prevê a revogação, por 90 dias, da medida que suspendeu as férias dos empregados. Para os trabalhadores que irão gozar as férias em maio, junho e julho, a empresa realizará o pagamento dos valores até o teto de R$ 3,5 mil por empregado – o restante será parcelado em cinco vezes.

Quanto ao plano de saúde, os sindicatos poderão apresentar uma contraproposta. Caso haja acordo com a empresa, os Correios retirarão a solicitação de mediação que haviam feito junto ao Tribunal Superior do Trabalho (TST).

A empresa ainda se dispôs a suspender novas implantações de medidas operacionais como a Distribuição Domiciliária Alternada (DDS), CDD centralizador, entrega matutina e Organização das Atividades Internas (OAI). Tais medidas serão negociadas em comissão a ser formada com essa finalidade. Os casos locais e os que apresentarem maior dificuldade, serão prioridade na negociação.

Com relação aos dias parados, a empresa irá realizar o desconto referente à sexta-feira (28). Os outros dois dias serão compensados pelos trabalhadores.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários