Tamanho do texto

De acordo com estudo, as áreas de maior risco são a entrada do Golfo da Califórnia a as costas do Panamá e da Costa Rica

Estudo discute necessidade de criação de áreas protegidas, como Parque Nacional Manuel Antonio, na Costa Rica
Getty Images
Estudo discute necessidade de criação de áreas protegidas, como Parque Nacional Manuel Antonio, na Costa Rica
Mais de 12% das espécies marinhas, animais ou vegetais, da região tropical leste do Pacífico estão ameaçadas de extinção devido à pesca predatória, à destruição de seu habitat e ao impacto do El Niño, segundo um estudo da IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza).

Este estudo, o primeiro do tipo conduzido pela IUCN no Golfo da Califórnia, na costa do Panamá e da Costa Rica, além das cinco ilhas e arquipélagos, engloba toda a fauna e flora - peixes, mamíferos marinhos, tartarugas marinhas, aves marinhas, corais, manguezais e algas.

Leia mais:
Cientistas defendem reservas naturais oceânicas itinerantes
Um quinto das plantas do planeta está em risco de extinção
Rinoceronte negro ocidental é declarado extinto

As zonas de maior risco são a entrada do Golfo da Califórnia a as costas do Panamá e da Costa Rica.

"Identificar espécies ameaçadas e as causas desta ameaça pode ajudar a definir as prioridades de conservação marinha na região", afirmou Beth Polidoro, autora principal do estudo, enquanto Scott Henderson, coautor, acredita que "salvar espécies ameaçadas é a coisa mais importante que podemos fazer para proteger a saúde do oceano, necessária para o bem-estar de milhões de pessoas".

A IUCN considera, ao final do estudo, que a criação de uma zona protegida em torno do atol de Clipperton deverá ser uma prioridade, assim como uma legislação para limitar a destruição de manguezais ao longo da costa do Panamá e da Costa Rica.

Nos últimos anos, pelo menos 20 espécies marinhas desapareceram no mundo, além de outros 133 grupos locais de espécies marinhas. Dessa forma desapareceu o peixe damselfish das Ilhas Galápagos durante a passagem do El Niño em 1982-83. Outrora abundante nas águas do sul da Califórnia e do Golfo da Califórnia, o peixe Totoaba e o bagre gigante são considerados "criticamente ameaçados" devido à pesca predatória.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.