Agência Brasil

General Augusto Heleno
Marcos Corrêa/PR - 1.8.19
Para o Ministro-chefe do GSI, recursos naturais fazem a Amazônia ser alvo de "ambições internacionais".

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno , afirmou hoje (29) que a Amazônia é objeto de cobiça internacional por conta de seus recursos naturais e biodiversidade. Heleno discursou na Escola Naval, no Rio de Janeiro, durante o Congresso Acadêmico sobre Defesa Nacional.

Leia também: Na contramão do país, abertura de pastagens cresce na Amazônia, diz MapBiomas

"É irresponsável acharmos que a Amazônia não é objeto de cobiça internacional. O mundo tem uma crise, e ela é vastamente comentada, uma crise de alimentos, uma crise de matéria-prima, de commodities", disse ele. "A Amazônia é vista como um depósito de futuras conquistas do ser humano. Então, é óbvio que há ambições claras em relação a Amazônia".

Para Heleno, o presidente francês Emmanuel Macron fez ofensas ao governo brasileiro por interesses políticos em um contexto em que enfrenta problemas internos em seu país.

Leia também: Governo suspende a prática de queimadas em todo o país por 60 dias

"Ele está transferindo para os incêndios na Floresta Amazônica todos os problemas da humanidade", disse Heleno, ao afirmar que é necessário dar uma atenção muito grande à conservação, mas que as preocupações foram "colocadas de forma exagerada". "Não podemos aceitar que o Brasil seja difamado mundialmente por uma jogada política, por interesse de um político, que não é o interesse nem do seu país nem o interesse da Europa".

A jornalistas, o general afirmou na saída do evento que ainda não pode fazer uma avaliação oficial sobre a operação de combate aos focos de incêndio, mas disse que as notícias que tem recebido são de que os resultados são positivos.

Leia também: Bolsonaro será denunciado por crime contra a humanidade e ecocídio

"Pelo que a gente sabe por notícias que chegam, a operação está sendo um sucesso e conseguindo o objetivo principal que é neutralizar as queimadas, que não são da amplitude nem da gravidade que vinha sendo anunciado".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários