Tamanho do texto

Moradores da Carolina do Norte publicaram fotos e vídeos dos insetos, que se reproduziram de forma anormal após inundações causadas pelo furacão

Após a passagem do Furacão Florence, algumas cidades receberam a visita de alguns insetos descritos como
Reprodução/Instagram Mollie Lindholm
Após a passagem do Furacão Florence, algumas cidades receberam a visita de alguns insetos descritos como "assustadores"

Mosquitos descritos como “gigantes e agressivos” invadiram o estado da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, após a passagem do furacão Florence, que atingiu a costa leste do país no mês passado. De acordo com informações da AccuWeather , os responsáveis por deixar a população assustada são os insetos da espécie Psorophora ciliata .

Leia também: Passa de 30 o número de mortos após depressão tropical Florence nos EUA

Os moradores de locais como o condado de Brunswick registraram os momentos de encontro com os animais e publicaram diversas fotos e vídeos nas redes sociais, onde o conteúdo viralizou. Mollie Lindholm, por exemplo, postou uma imagem do mosquito ao lado de seu dedo, para mostrar o tamanho desse 'efeito colateral' da passagem do Furacão Florence .

Além do tamanho, o comportamento agressivo também tem impressionado os americanos. Como explicou o professor de entomologia Michael Reiskind, da Universidade do Estado da Carolina do Norte, eles conseguem picar os humanos mesmo por cima de peças de jeans.

“Costumamos lidar com esses mosquitos, mesmo os gigantes, em pequena quantidade. Mas após uma tempestade como a Florence, eles aparecem em grande quantidade e chamam a atenção”, disse ao site. O número de Psorophora ciliata deve chegar aos bilhões, porém, seus hábitos tornam impossível um levantamento de seu número exato.

Assista a um vídeo dos insetos publicado no Facebook:


Leia também: Aquários são abandonados com aproximação do furacão Florence nos EUA

Mosquitos preocupam autoridades após passagem do Furacão Florence

A passagem do Furacão Florence deixou muitas áreas inundadas, o que impulsionou a reprodução dos mosquitos
Reprodução/CNN
A passagem do Furacão Florence deixou muitas áreas inundadas, o que impulsionou a reprodução dos mosquitos

A situação está sendo analisada pelo Departamento de Saúde da Carolina do Norte e pela Divisão de Serviços Humanos de Saúde Pública, que declararam que o aumento no número de mosquitos não é incomum após inundações, contudo, precisa ser controlado o mais rápido possível.

Uma das maiores preocupações das autoridades é a proliferação de doenças. Essa espécie pode carregar vírus responsáveis pela Febre do Nilo Ocidental, encefalite de La Crosse e a encefalite equina do leste, o que motivou o governador Roy Cooper a destinar US$ 4 milhões (cerca de R$ 15 milhões) para o controle dos insetos .

“Para ajudar comunidades locais com as consequências do Furacão Florence, eu direcionei fundos estaduais para reforçar o controle de mosquitos e proteger as pessoas que moram em áreas mais afetadas”, disse o governador em nota oficial.

Leia também: Pacotes de maconha surgem em praias da Flórida após passagem do furacão Florence

Os especialistas recomendam repelentes a base de DEET, o uso de roupas que cubram as pernas e braços e a instalação de telas em portas e janelas para evitar picadas dos mosquitos, que invadiram cidades após a passagem do Furacão Florence  nos Estados Unidos.