undefined
Reprodução/Departamento de Bombeiros de Roseau (DNR
Bombeiros encontraram urso com dificuldades para respirar e o libertaram ao usarem óleo de cozinha para soltá-lo

Bombeiros foram chamados para um resgate um tanto quanto inusitado no final da última semana. De acordo com o jornal Grand Forks Herald , um urso-negro de 70 kg ficou em apuros após prender a cabeça em um galão de metal em um sítio em Minnesota, Estados Unidos.

Leia também: Suprema Corte autoriza morte de tigresa após morte de 13 pessoas na Índia

O oficial de conservação do Departamento de Bombeiros de Roseau (DNR), Eric Benjamin, contou que recebeu um chamado para socorrer um urso da espécie norte-americana baribal, que habita áreas que vão do Alasca ao Norte do México. Ele informou que o animal estava com a cabeça emperrada em um galão estreito e que apresentava sinais de hiperventilação.

Benjamin relatou que demorou cerca de uma hora para chegar até o local e que, devido a isso, o quadro do animal pode ter se agravado. Além disso, comentou que o resgate foi longo, com duração de duas horas, já que precisou fazer furos na lata para que o animal voltasse a respirar e também usou óleo de cozinha para a cabeça escorregar para fora do buraco.

“Ele conseguiu ficar com a cabeça presa em um galão de ‘boca’ estreita, não consigo nem sugerir como ele fez isso. O processo para resgatá-lo foi complicado, ele já estava sem energia devido ao esforço para se soltar do ‘latão’. Eu tentei ajudá-lo junto ao dono do sítio, mas não conseguimos. Então, chamamos reforços. No geral, foi preciso mais três pessoas e um equipamento de ponta para libertá-lo”, disse.

Urso estava tentando beber água quando ficou preso no galão

undefined
Reprodução/Departamento de Bombeiros de Roseau (DNR
Equipe disse que após ser libertado urso passou algum tempo respirando fundo e depois correu por entre as árvores

O jornal apontou que, pelo fato de o noroeste de Minnesota ser fortemente afetado pelas secas, é provável que o animal tenha saído da floresta em busca de água . O proprietário do sítio, que não teve a identidade divulgada, acrescentou que havia enchido as latas com água há uns dias, e que não sabia que ursos habitavam áreas próximas a casa dele.

Leia também: Ararinha-azul pode estar completamente extinta na natureza, aponta pesquisa

Em relação ao resgate, o homem ressaltou que precisaram amarrar o animal para que não fugisse com a lata na cabeça, e que o envolveram em um cobertor para não se machucarem durante o processo.

Os bombeiros ainda chamaram o Departamento de Recursos Naturais de Minnesota para monitorarem o que estava acontecendo e tomarem providências imediatas caso alguém ou o animal se ferisse.

“Nós furamos a lata e o amarramos para que não saísse correndo. Depois de alguns minutos, jogamos óleo de cozinha em volta do pescoço e utilizamos o equipamento adequado para soltá-lo. Foi muito gratificante quando finalmente conseguimos, o animal estava extremamente ofegante”.

Leia também: Línguas de baleias aparecem em praia e deixam cientistas intrigados na Austrália

Os bombeiros concluíram que, apesar de demorada, a missão foi um sucesso e ninguém ficou ferido. Eles afirmaram que, assim que tiraram a lata da cabeça do urso , o animal passou algum tempo respirando fundo e depois se afastou, correndo por entre as árvores.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários