Vacas gastam energia sacudindo suas caudas, mexendo a cabeça e batendo as patas para evitar os insetos.
Kojima et al
Vacas gastam energia sacudindo suas caudas, mexendo a cabeça e batendo as patas para evitar os insetos.

Pintar uma vaca com tiras brancas, deixando-a parecida com uma zebra , evita com que insetos se aproximem dela. Foi o que descobriram cientistas japoneses , em uma pesquisa publicada no começo deste mês (3) na revista cientifica PLOS ONE .

Leia também: Cientistas criam material tão aderente quanto patas de lagartixa

Insetos são um grande problema para vacas , que gastam grande parte de sua energia para manter os bichos longes delas, sacudindo suas caudas, mexendo a cabeça ou batendo as patas.

Esse gasto de energia, junto ao estresse de ter que lidar com os bichos, afeta a produção do  leite das vacas. Por isso, é utilizado grandes quantidades de inseticidas para afastar os insetos. Porém há um problema nisso.

Leia também: Bahia decreta estado de emergência por manchas de óleo no litoral

Você viu?

Além do preço, de poluir o meio ambiente e de levar produtos químicos para a cadeia alimentícia, os inseticidas muitas vezes perdem sua eficiência ao longo do tempo. Geralmente, após 10 anos de uso os insetos se tornam imunes ao inseticida.

Por isso, os cientistas japoneses passaram a procurar estratégias alternativas para repelir os insetos. Realizaram, então, um experimento com seis vacas pretas em uma fazenda no Japão.

Deixaram duas com a pelugem natural, pintaram duas com tiras pretas e outras duas com tiras brancas. Após alguns dias, perceberam que as vacas que haviam sido pintadas de brancas tiveram uma redução de 50% de insetos próximos em comparação às outras.

Leia também: Primeiro nascimento de bebê humano no espaço já tem data definida

Foi assim que encontraram “uma solução para o problema de resistência a pesticidas no ambiente ”, como concluíram na pesquisa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários