Tamanho do texto

De acordo com a decisão, objetos foram exportados ilegalmente do País e, portanto, serão devolvidos ao governo local; fósseis valem R$ 2,5 milhões

Fóssil
Reprodução/CNN
Fósseis brasileiros que estavam sendo fugindo do País serão repatriados

A Justiça da França determinou, no último mês de maio, a repatriação de 45 fósseis de dinossauros para o Brasil. De acordo com o tribunal, os objetos pré-históricos foram exportados ilegalemente do País e colocados à venda na internet. Juntos, eles são avaliados em cerca de R$ 2,5 milhões.

Leia também: Lagosta-boxeadora pode socar com velocidade de um tiro de rifle; conheça

De acordo com o Ministério Público Federal, 45 fósseis serão devolvidos ao Brasil após  a determinação do Tribunal de Lyon. Um processo separado envolvendo uma outra ossada de pterossauro, ainda corre na Justiça.

Foi esse fóssil que deu início à operação quando foi colocado à venda na internet por um conhecido negociante do ramo chamado François Escuillie. Ele é dono da empresa Eldonia e também seria um dos sócios de um dos maiores laboratórios de reestauração da Europa. Os magistrados devem decidir sobre o destino do fóssil nas próximas semanas.

Apesar da decisão da corte, a Eldonia segue e defendendo das acusações, afimando que adquiriu os fósseis de maneira legal. Segunda a empresa, eles não foram usados sobre o leião, mas, caso tivesse indo, “se tal decisão fosse tomada pelo juiz, nós lutaríamos contra ela e venceríamos”