undefined
Youtube/Reprodução
Cinzas de Stephen Hawking, morto aos 76 anos, serão enterradas ao lado da sepultura do grande físico Isaac Newton

A Universidade de Cambridge, no Reino Unido, reuniu, neste sábado, centenas de pessoas para participar do funeral do físico britânico Stephen Hawking. O físico, morto no dia 14 de março aos 76 anos , lecionou por 52 anos na instituição. Entre as 250 pessoas presentes, estão os atores britânicos Eddy Redmayne e Felicity Jones, que interpretaram Hawking e sua esposa no filme "A Teoria de Tudo”.

Os familiares de Stephen Hawking escolheram a igreja Great St. Mary's, a principal da universidade, para fazer o velório, reservado apenas para um pequeno grupo de parentes e amigos. Durante a missa, estão programadas declarações do filho de Hawking, Robert, e de um ex-aluno, Fay Dowker. Redmayne também fez uma leitura na cerimônia.

Enterro

O corpo do britânico será cremado e as cinzas do astrofísico serão enterradas ao lado da sepultura do grande físico Isaac Newton , na Abadia de Westminster, onde estão os restos mortais das maiores personalidades do Reino Unido.

Em nota, o reverendo John Hall, da Abadia de Westminster, afirmou ser “absolutamente apropriado que os restos mortais do Professor Stephen Hawking sejam enterrados na Abadia, perto dos ilustres colegas cientistas”. No mesmo local, Sir Isaac Newton foi enterrado na Abadia em 1727. Já Charles Darwin foi enterrado ao lado de Isaac Newton , em 1882. Outros cientistas famosos também estão nas proximidades.

Os enterros mais recentes os dos físicos atômicos Ernest Rutherford, em 1937, e Joseph John Thomson, em 1940. “Acreditamos ser vital que a ciência e a religião trabalhem juntas para buscar responder às grandes questões do mistério da vida e do universo”, escreveu o reverendo.

Despedidas e homenagens

Após sua morte, a Universidade de Cambridge descreveu Hawking como "uma inspiração para milhões". Em seguida, o astrofísico recebeu o prestigioso título de professor de matemática lucasiano em Cambridge, cargo já ocupado por Newton -, que chegou à universidade em 1962 como aluno de doutorado.

Lucy, Robert e Tim, filhos de Hawking, disseram que o pai “era um grande cientista e um homem extraordinário, cujo trabalho e legado permanecerão por muitos anos. Sua coragem e persistência com seu brilhantismo e humor inspiraram pessoas em todo o mundo”.

Vida e carreira 

Nascido em Oxford, na Inglaterra, em 1942, Hawking estudou na Universidade de Oxford e depois fez seu PhD em cosmologia na Universidade Cambridge, onde lecionou durante anos nas áreas de física e matemática. É professor lucasiano emérito da universidade, mesmo título concedido a a Isaac Newton. O físico também era diretor do Departamento de Matemática Aplicada e Física Teórica na universidade.

Considerado um dos mais brilhantes cientistas da história, Hawking é reconhecido na comunidade acadêmica principalmente por suas pesquisas com buracos negros espaciais, cosmologia, mecânica quântica e pela ampliação do estudo sobre a teoria da relatividade, proposta por Albert Einstein.

Leia também: Após 500 anos, cientistas descobrem doença que matou quase 20 milhões de astecas

Durante sua carreira, recebeu diversos prêmios e honrarias, como a Medalha Albert Einstein e a Medalha Copley .Também é detentor da Medalha Presindencial da Liberdade, maior prêmio cívil do governo dos Estados Unidos e foi condecorado comandante da Ordem Real do Império Britânico. Durante os anos 90, Hawking rejeitou o título de Cavaleiro da Rainha.

Inspirado pelo colega Carl Sagan, o físico  também era famoso pela sua luta para simplificar a linguagem científica e tentar explicar conceitos complexos para pessoas leigas. Com isso, promoveu o interesse pela física e cosmologia em pessoas do mundo inteiro com o lançamento de best-sellers como "Uma Breve História no Tempo" e "O Universo Numa Casca de Noz", que venderam milhões de cópias pelo planeta. Stephen Hawking escreveu 14 livros durante sua carreira.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários