Superfície da Lua está "coberta" por água que poderá ser extraída, aponta Nasa

Além de ser extraída por futuras colônias espaciais, a água também poderá ser uma fonte de combustíveis para foguetes e de oxigênio para a respiração
Foto: Reprodução/Nasa
A água encontrada na Lua poderá abastecer futuras colônias que se estabelecerem na superfície do satélite natural


Um novo estudo descobriu a presença de água sobre toda a extensão da superfície lunar. Isso significa que, futuramente, colônias que se estabelecerem na Lua poderão extraí-la, o que eliminaria o processo de enviar a água da Terra até o nosso satélite natural.

Leia também: Cientistas criam "traje feliz" para ajudar na saúde mental dos astronautas

Para Joshua Bandfield, pesquisador do Instituto de Ciência Espacial em Boulder, no estado americano do Colorado, “nós percebemos que não importava o horário do dia, ou para qual latitude estávamos olhando, o sinal que indicava a presença de água sempre estava presente”, explicou ao portal Daily Mail sobre o novo estudo a respeito da Lua . “A presença da água parece não depender da composição da superfície, e ela sempre está por ali”.

Pesquisas anteriores já tinham detectado a presença da água, porém, o sinal indicativo da substância mudava de acordo com o dia lunar – o equivalente a quase um mês terrestre – e se concentrava nos polos.

Agora, com medições de temperatura que avaliam o reflexo da luz solar na superfície do corpo celeste, os pesquisadores acreditam que a água está presente ao longo de todo o satélite. Por mais que a descoberta seja animadora, uma nota no portal da Nasa alerta: extrair a substância com sucesso pode não ser uma tarefa fácil e requer estudos ainda mais específicos. 

Leia também: Conheça Cimon, robô voador que 'trabalhará' na Estação Espacial Internacional

Tendo em vista que a água é composta por oxigênio e hidrogênio, tais elementos químicos também poderiam ser usados, após conversão, como combustíveis para foguetes e até mesmo para a respiração.

Qual a origem dessa água?

O mesmo grupo de cientistas, agora, trabalha para descobrir qual a origem da água presente na superfície lunar. Uma das hipóteses sugere que a substância pode ser criada quando ondas solares atingem o satélite e, assim, os átomos de hidrogênio presentes na onda reagem com o oxigênio das rochas lunares, criando assim o H2O.

Leia também: Nasa confirma que está estudando possibilidade de vida extraterrestre em Marte

Uma outra possibilidade estuda a possível presença da própria água em minerais que estão na Lua desde que ela foi formada, de acordo com o portal Space.com.

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/2018-02-27/agua-lua.html