Tamanho do texto

Aquecimento global afeta as condições essenciais para a produção do cacau

Plantações de cacau, que são essenciais para a produção do chocolate, sofrem as consequências do aquecimento global
Pixabay
Plantações de cacau, que são essenciais para a produção do chocolate, sofrem as consequências do aquecimento global

2018 mal começou e já traz uma notícia triste para os fãs do chocolate. Especialistas prevêem que o mundo pode ficar sem o produto em apenas 40 anos. Isso porque as mudanças climáticas das próximas décadas vão atingir em cheio as plantações de cacau, que já começam a lutar para sobrevir.

Leia também: Fenômeno da 'Superlua' deixa satélite maior e mais brilhante na noite do dia 1º

A previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional, instituição que faz parte do Departamento de Comércio dos Estados Unidos, foi revelada por reportagem do portal britânico “Daily Mail” publicada nesta segunda-feira (1º). Segundo os especialistas, as árvores necessárias para produção do chocolate só crescem em condições específicas, como alta umidade e chuva abundante, mas o aumento da temperatura que está previsto para acontecer nos próximos 30 anos deve acabar com tudo isso.

As consequências do aquecimento global poderão fazer com que o mercúrio no solo aumente, tirando a água presente no próprio solo e nas plantas. Sendo assim, é improvável que as chuvas aumentem o suficiente para compensar a perda de umidade. Uma solução possível para o problema seria alterar o local de produção do cacau – como, por exemplo, para terrenos montanhosos –, mas a forma de se produzir a planta é a mesma há centenas de anos.

Leia também: Cientistas de Harvard e Princeton estudam presença de aliens em sistema estelar

Consumo de chocolate

Costa do Marfim e Gana, que produzem mais da metade do chocolate mundial, terão de enfrentar sérios dilemas para conseguir manter a produção do produto e salvar seus ecossistemas. Já não é de hoje que os especialistas alertam para os riscos de déficit do doce, entretanto, os consumidores não parecem se incomodar com as previsões e continuam consumindo o produto como serem consumiram.

Ainda de acordo com a reportagem do “Daily Mail”, um consumidor típico, do ocidente, gasta uma média de 286 barras de chocolate por ano. Para que isso seja possível, são necessárias 10 árvores de cacau.

Leia também: Por "curiosidade", turista chinês mata urso-negro ameaçado de extinção

Desde a década de 90, mais de um bilhão de investidores na China, Indonésia, Índia, Brasil e a antiga União Soviética entraram no mercado do cacau, mas, apesar do aumento da demanda, a produção não consegue manter o ritmo necessário. E agora, o que fazer?

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.