Tamanho do texto

Em estudos do solo, o robô Curiosity encontrou elementos que podem significar que já houve água subterrânea e superficial em Marte

Em paisagem de Marte capturada pelo rover Curiosity, a variação de cores das rochas indica  diferentes composições
NASA/JPL-Caltech/MSSS
Em paisagem de Marte capturada pelo rover Curiosity, a variação de cores das rochas indica diferentes composições

O robô da Nasa em Marte, Curiosity, encontrou evidências de que o planeta já teve água. Entre os elementos encontrados em maior abundância nas camadas mais altas estão o boro, a hematita e os minerais de argila.

LEIA TAMBÉM:  Robô da Nasa pode estar contaminando águas de Marte, dizem cientistas

O boro é associado a regiões áridas onde a água foi evaporada. Isso pode significar que Marte já teve água subterrânea e superficial. Os cientistas ainda estão estudando possibilidades para a fonte do boro encontrado. Caso o elemento seja semelhante ao encontrado na Terra, pode indicar que a água de Marte teria entre 0 e 60 graus, com pH entre neutro e alcalino. Tais elementos foram encontrados na semana passada. 

“Variações nesses elementos e minerais indicam um sistema dinâmico. Eles interagem com a água subterrânea e a água superficial. A água influencia a química das argilas, mas a composição da água também muda. Nós estamos vendo complexidade química indicando uma história longa e interativa com a água. Quando mais complexa a química, melhor para a habitabilidade”, disse o geólogo do Instituto de Tecnologia da Califórnia.

LEIA TAMBÉM:  Paradeiro de robô Schiaparelli é incerto após problemas com pouso em Marte

Robô Curiosity

O robô Curiosity foi lançado em novembro de 2011 e pousou em Marte em agosto de 2012. Seu objetivo é verificar se Marte já foi capaz de suportar vida microbial. Entre seus feitos, estão a descoberta de química orgânica antiga ativa em Marte e a existência de condições para a vida no passado.

Do tamanho de um carro médio, o robô Curiosity explora a cratera Gale, onde pousou. Atualmente, está em percurso subindo o monte Sharp. É possível acompanhar sua trajetória no site da Nasa.

LEIA TAMBÉM:  Sonda começa a procurar vida em Marte além da superfície

Curiosity se tornou popular através de sua conta no Twitter. Com 3,6 milhões de seguidores, o robô publica imagens capturadas no planeta e informações sobre a missão em andamento, mas seus posts com maior repercussão são os mais bem humorados, como o de Ação de Graças e o de seu aniversário.

Além de ser parte da pesquisa da Nasa em andamento sobre Marte, também é parte da preparação para a primeira missão com humanos no planeta, que está marcada para acontecer em 2030.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.