Tamanho do texto

Descoberto em 1999, Bennu ficou conhecido pelo apelido catastrófico devido à possibilidade, remota, de que venha a se chocar com a Terra

Imagem do foguete espacial Osiris, da Nasa, que será responsável por transportar missão que investigará asteroide
Nasa/Divulgação - 08.09.16
Imagem do foguete espacial Osiris, da Nasa, que será responsável por transportar missão que investigará asteroide

A Nasa (agência espacial norte-americana) irá lançar no início da noite desta quinta-feira (8), horário local, o foguete com a missão que investigará de perto o Bennu, conhecido como o 'asteroide do fim do mundo' devido à possibilidade, ainda que remota, de vir a se chocar com a Terra no próximo século.

LEIA TAMBÉM:  Como é o asteroide que está se aproximando da Terra

A nave espacial Osiris-Rex tem como missão inicial acompanhar o astro para fazer fotos e mapas e, posteriormente, coletar até dois quilos de material na superfície do astro. Seu principal objetivo é conhecer a trajetória exata do asteroide, visto que estudos apontam uma chance de 0,07% de haver um choque com a Terra por volta de 2075.

LEIA MAIS:  Desintegração de planeta perto de estrela morta sugere como será fim da Terra

Apesar de o lançamento estar previsto para as 19h desta quinta-feira, a previsão é de que a missão só atinja em 2018 o asteroide, uma bola de carvão com aproximadamente 500 metros de diâmetro. Para efeito de comparação, a cratera Chicxulub, no México – que, acredita-se, tenha sido formada pelo objeto espacial responsável por extinguir os dinossauros 65 milhões de anos atrás –, tem 180 quilômetros de diâmetro.

A nave Osiris-Rex, que investiga o 'asteroide do fim do mundo', retorna à Terra somente em 2023 – e, espera-se, com boas notícias quanto ao futuro do nosso planeta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.