Tamanho do texto

O metalúrgico Alberto Milfont Júnior, de 23 anos, foi assassinado anteontem à tarde, com um tiro na cabeça, dentro de uma loja das Casas Bahia, na Estrada de Itapecerica, no Campo Limpo, zona sul de São Paulo, pelo segurança Gilberto Silva Souza, de 29 anos. O vigia, funcionário de uma empresa terceirizada, foi preso e indiciado por homicídio doloso duplamente qualificado (motivo fútil e impossibilidade de defesa da vítima).

Segundo a Polícia Federal, o segurança tinha autorização para trabalhar armado. Advogados da empresa Gocil, onde Souza trabalhava, entregaram ontem cópia do registro do revólver 38 e o certificado do curso de reciclagem, com validade até 13 de abril de 2009. A vítima teria ido à loja com a namorada, a esteticista Darilene Pereira Ribeiro, de 22 anos, e um amigo, para comprar um colchão. O vigia foi preso e levado ao 37º Distrito Policial (Campo Limpo) As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.