Tamanho do texto

O Tribunal de Contas da União (TCU) condenou o ex-funcionário da Caixa Econômica Federal César Murilo Costa ao pagamento de R$ 2,9 milhões valor atualizado, por realização de saques e operações sem consentimento dos titulares das contas. As operações foram realizadas quando ele era substituto eventual de gerente de relacionamento da agência de Vila Velha, no Espírito Santo.

Costa praticou inúmeras irregularidades entre elas transferência de recursos entre contas sem autorização dos titulares, alteração de informações de movimentação e saldo de contas e resgate de valores investidos em fundos de investimento.

O TCU também aplicou multa de R$ 60 mil e declarou o responsável inabilitado por oito anos ao exercício de cargo em comissão ou função de confiança na administração pública.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.