Tamanho do texto

Revolta que começou de manhã e terminou durante a tarde desta quinta-feira fez duas vítimas fatais entre os presos

Agência Brasil

Detentos do Centro de Detenção Provisória (CDP) de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, no interior de São Paulo, fizeram uma rebelião hoje (26), durante todo o dia. Um agente penitenciário, feito refém dos presos, foi liberado no final da tarde, quando terminou o episódio. Durante a varredura que ocorreu logo após, policiais encontraram dois mortos entre os presos, ainda não identificados. O nome do funcionário não foi divulgado. 

Segundo a secretaria, a rebelião na unidade, que teve início às 8h da manhã, já acabou, mas o Grupo de Intervenção Rápida, que atua nas unidades prisionais de São Paulo para conter presos e que utiliza armamento não letal, está no local para organizar a entrada dos presos nas celas.

O centro de detenção de São José dos Campos está superlotado, uma vez que a unidade tem capacidade para 525 presos e até segunda-feira (23) comportava 1.172 pessoas.

Por meio de nota, a secretaria informou que a unidade está sendo automatizada, mas o funcionário foi feito refém “no único raio da unidade em que a abertura da cela era manual”.