Tamanho do texto

Previsão é que o tempo melhore e que o sol retorne para a capital paulista nos próximos dias, favorecendo a elevação das temperaturas a partir de domingo (3)

Pedestre se protege da chuva na região do Viaduto do Chá, centro de São Paulo, neste sábado (02)
Renato S. Cerqueira/Futura Press
Pedestre se protege da chuva na região do Viaduto do Chá, centro de São Paulo, neste sábado (02)

A chuva que atingiu a capital paulista na sexta-feira (1º) causou prejuízos aos moradores, que sofreram com enchentes nas zonas leste e norte da cidade. Ao todo, quatro córregos transbordaram: o Aricanduva, região de São Mateus; o Lajeado, bairro do Itaim Paulista e o Ribeirão Vermelho, no Jaraguá, além do córrego Perus, que leva o nome do bairro.

Uma pessoa está desaparecida. Ela caiu no córrego do Itaim Paulista, informou o Corpo de Bombeiros, que recebeu chamado às 20h10. Às 16h30 deste sábado, as buscas eram feitas em na região.

Em São Mateus, região mais afetada, segundo a Defesa Civil municipal, equipes distribuíram 60 kits de assistência social, com cesta básica, materiais de limpeza e colchões para as famílias atingidas pelo transbordamento do córrego.

De acordo com a subprefeitura local, a água atingiu cerca de cem casas. A Defesa Civil disse que o local é uma área de proteção ambiental ocupada e que mais de 30 moradias têm laudo de interdição, porque estão abaixo da cota do rio.

Cerca de 40 caminhões foram utilizados no trabalho de desobstrução de bueiros e limpeza de ruas da região, que saiu do estado de alerta às 11h50. A Secretaria Municipal de Habitação foi acionada para buscar alternativas de moradia para os cadastrados na secretaria.

Neste sábado, as zonas norte, leste, oeste e central da capital paulista, mais as Marginais Tietê e Pinheiros, entaram em estado de atenção para alagamentos às 15h19 de sábado (2), mas saíram por volta das 17h40. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego, há somente um ponto de alagamento transitável na cidade, na Avenida das Nações Unidas, em Santo Amaro.

A previsão é que o tempo melhore e que o sol retorne para a capital paulista nos próximos dias, favorecendo a elevação das temperaturas. O Centro de Gerenciamento de Emergências informou que neste domingo (3) o sol deve voltar entre nuvens e que no final da tarde a nebulosidade volta a aumentar com a chegada da brisa marítima, porém não há previsão de chuva para a Grande São Paulo.