Tamanho do texto

A PM informou que os ataques aos coletivos foram motivados pela morte de um homem durante abordagem policial

Dois ônibus foram incendiados na noite desse domingo (15) na zona leste da capital paulista. A Polícia Militar (PM) informou que os ataques aos coletivos foram motivados pela morte de um homem durante abordagem policial.

Segundo a PM, o homem foi morto ontem às 11h50 quando caminhava pela Rua Estudantes da China, no Itaim Paulista, ao reagir a uma abordagem policial. A corporação informou que o suspeito estava armado.

Essa ocorrência despertou a revolta das pessoas, disse a PM. Um grupo abordou, às 18h, o coletivo que passava pela Rua Desembargador Octávio Gonzaga Júnior e ordenou que os passageiros descessem antes de atear fogo. O veículo fazia a linha 273N/10, entre a Cidade Kemel e o Metrô Vila Matilde.

O segundo ônibus foi incendiado na Rua Paulo Tapajós, a cerca de 1 quilômetro (km) do que foi queimado. Esse veículo fazia a linha 2076/10, entre o Terminal Penha e o Jardim Oliveiras. Os casos foram registrados no 50º Distrito Policial, no Itaim Paulista.

De acordo com a São Paulo Transporte (SPTrans), 46 ônibus foram incendiados neste ano. Em 2014, foram queimados 132 coletivos na cidade de São Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.