Tamanho do texto

Cerca de 500 mil pessoas foram prejudicadas, segundo CPTM; estação foi depredada na Grande São Paulo e 1 foi detido

Muro derrubado na estação Francisco Morato
Diário da CPTM/Facebook - 3.6.15
Muro derrubado na estação Francisco Morato

A greve que atingiu quatro das seis linhas de trens da Grande São Paulo nesta quarta-feira (3) foi suspensa, e a situação deve se normalizar até as 19h, segundo o Sindicato dos Ferroviários de São Paulo, um dos responsáveis pelo movimento. 

Em assembleia realizada no início da tarde, os trabalhadores decidiram interromper a paralisação pelo menos até o dia 11 de junho, quando ocorre uma audiência entre os sindicatos e a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2). Após o encontro, será feita nova assembleia, que decidirá pela retomada ou não da greve.

A paralisação teve início às 0h desta terça-feira (4) e atingiu parcialmente as linhas 7-Rubi e 11-Coral e totalmente as linhas 10-Turquesa e 12-Safira. Cerca de 500 mil passageiros foram prejudicados, calcula Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

Estação depredada

A estação Francisco Mourato, na cidade homônima da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) e integrante da linha 7-Rubi (Francisco Mourato-Luz), foi depredada no início da manhã. O local estava fechado em razão da greve, mas os passageiros derrubaram um portão e um muro de concreto e, segundo a rádio CBN, chutaram lixeiras.

Naquele momento, os trens circulavam apenas entre as estações Barra Funda, zona oeste da capital, e Caieiras, na Região Metropolitana. Segundo a CPTM, às 11h10 a linha 7-Rubi passou a funcionar entre as  estações Francisco Morato e Luz.

A CPTM informou que a confusão começou depois que um usuário incitou os demais a jogarem pedras na estação. Ele foi detido e encaminhado ao distrito policial. A companhia ainda não contabilizou os danos.

"Eu tentei passar pelo escadão para sair na estação, mas enquanto tentava descer, todos tentavam subir. Os seguranças estavam dando choque em todo mundo, e todo mundo estava quebrando tudo. Quando eu consegui sair, eles jogaram bombas de gás”, conta conta Juliana Lima, de 22 anos, que trabalha com telemarketing.

Trem da CPTM na estação Pirituba, sentido Luz
Reprodução/Twitter - 3.6.15
Trem da CPTM na estação Pirituba, sentido Luz

A greve não afetou as linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda. Esses empregados são representados pelo Sindicado dos Trabalhadores da Zona Sorocabana, que não aderiu à paralisação.

Leia também:

- CPTM eleva oferta de aumento salarial, mas funcionários não descartam greve

O congestionamento em São Paulo superou a média superior para o horário a partir das 13h30, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). As linhas do Metrô operaram normalmente.

Quem precisar pode usar a nota da CPTM sobre a paralisação, disponível no site da companhia , para justificar o atraso no trabalho .

Veja fotos da greve da CPTM

Na reunião de conciliação de terça-feira (2),  no TRT-2, a CPTM manteve as duas propostas de reajuste aos ferroviários: a de aumento de 8,25% nos salários e benefícios e a elevação de 10% nos benefícios, um aumento salarial igual à inflação dos últimos 12 meses até março (6,65%), somado 1% de produtividade. Dois dos três sindicatos que representam a categoria (Ferroviários de São Paulo e dos Ferroviários da Central do Brasil) decidiram por deflagar a greve.

Em nota, a CPTM considerou irresponsável a decisão dos sindicatos. “A decisão vai contra a recomendação da justiça de continuar as negociações sem paralisação dos serviços até o próximo dia 11 de junho, quando haverá nova reunião no TRT – Tribunal Regional do Trabalho. Embora respeite o direito de greve, a CPTM ressalta que a paralisação do sistema prejudicará quase 3 milhões de usuários que utilizam diariamente a rede da CPTM”, informou.

A companhia pediu ao Tribunal do Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2) que declare a greve abusiva e multe os sindicatos responsáveis.

*Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.